Canal Reside no Youtube | Ao Vivo

Yorick e os Coveiros do Campo Santo de Elsinor

Experimento Cênico | PARTE 1 (Work in Process)

24 E 25/MAR | 19h

SINOPSE:

Movidos pelas adversidades do Brasil de hoje com MAIS DE: 250 mil mortos por Covid-19; 5 mil mortos pela polícia; 2 mil mortos por feminicídio; 7 mil mortos por fome. Nós, artistas, precisamos repensar, MAIS que nunca, o sentido de existir, resistir, persistir. YORICK E OS COVEIROS DO CAMPO SANTO DE ELSINOR (Parte 1) é um dos frutos desse repensar. É nosso ajuntamento insubordinado. Nossa tentativa de equilibrar a balança. Nossa troça insurgente ante a desgraceira. Nossa carnavalização e graça como crítica social. Nossa nau de loucos. Nossa LERA, nosso PANTIM, nossa MUNGANGA, nossa MARMOTAGEM para o nonsense do mundo e das pessoas hoje. É a nossa terceira dose de VACINA. Nossa cauda de JACARÉ. YORICK E OS COVEIROS DO CAMPO SANTO DE ELSINOR tem como mote a CENA I, ATO V, do HAMLET, de Shakespeare para falar das mortes atuais. O projeto se divide em duas partes. Na primeira trataremos das possibilidades de contato em isolamento e na segunda dos sentimentos de solidão acompanhada. Opostos complementares dos nossos dias. Esta Parte 1, cujo início das aparições, compartilhamentos, aberturas de processos, põe na roda e congêneres integrará a programação do Reside LAB, é totalmente pensada para os palcos online, para lidar com o contato à distância, com as tecnologias que o promovem e com os experimentos cênicos em telepresença. O trabalho tem 45 min e depois uma conversa com a mediação de Elias Mouret. Sugerimos 15 anos como classificação indicativa.

P.S.: Mas se todos querem fazer Ofélia, quem fará Hamlet, Yorick e os Coveiros?


DURAÇÃO: 45 minutos
CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: 15 Anos

SOBRE O ARTISTA/GRUPO:

O AJUNTAMENTO DE NÓS 6 poderia ser um motim, poderia ser um levante, poderia ser um tumulto, poderia ser uma rebelião, poderia ser uma revolta, poderia ser uma revolução. Poderia ser… Mas não é. É só uma balbúrdia mesmo. Somos nós, que nos amamos tanto, dizendo: “Quando estamos sequestrados por projetos de morte, o ato subversivo é viver!”

AJUNTAMENTO DE NÓS 6: Andrezza Alves; Daniel Machado, Enne Marx, Geraldo Monteiro, Marcondes Lima, Quiercles Santana.


Ficha Técnica:

Criação Cênica e Dramaturgismo: Andrezza Alves, Enne Marx, Daniel Machado, Geraldo Monteiro, Marcondes Lima e Quiercles Santana
Dramaturgia: Quiercles Santana e William Shakespeare
Performance: Andrezza Alves, Enne Marx e Marcondes Lima
Direção de Arte: Marcondes Lima
Assistência de Direção, Foto, Vídeo e Edição: Daniel Machado e Geraldo Monteiro
Designer e Direção Musical: Daniel Machado
Criação em Arte-Tecnologia, Streaming e Plataformas Digitais: Geraldo Monteiro
Produção: Andrezza Alves
Direção Geral: Quiercles Santana